Vivendo sem Comida [Guia]

Como sobreviver sem comida. Guia essencial.

Vivendo sem comida

O tempo que uma pessoa consegue ficar sem comida depende de muitos fatores. Força e determinação definitivamente contribuem. Prisioneiros políticos em greve de fome e líderes religiosos que jejuam são conhecidos por permanecerem durante semanas sem comida alguma. Gandhi jejuou durante 21 dias quando estava com 70 anos. Pessoas perdidas em selvas também sobreviveram por longos períodos sem comida.

Muitos médicos concordam que seres humanos sadios conseguem ficar até oito semanas sem comida, desde que tenham água. Algumas pessoas já agüentaram mais tempo e ficaram bem, enquanto outras passaram fome e morreram em bem menos tempo que isso. Ser forte e estar em boa forma física pode ajudar, assim como ter gordura corporal extra. O corpo estoca a energia necessária em forma de gordura, carboidratos e proteínas (em inglês). O carboidrato é a primeira coisa que o corpo utiliza quando não há comida. A gordura vem em segundo lugar, o que explica o fato de as pessoas que têm mais gordura sobreviverem mais tempo. Em seguida, vêm as proteínas. Se você chegar ao ponto de o corpo consumir proteínas, então você está mal.

Gandhi
Margaret Bourke-White/Stringer/Getty Images
O líder indiano Mohandas K. Gandhi, sentado em um tapete, cercado por pessoas durante o fim de seu último jejum

Seu metabolismo (em inglês) também é importante. O metabolismo é a conversão de comida em energia. Se o seu metabolismo for lento, você queimará o seu consumo de alimentos mais lentamente e será capaz de permanecer por mais tempo sem reabastecer a energia. Se você ficar sem comida, seu metabolismo se ajustará e fará o possível para garantir sua sobrevivência.

O clima também é outro fator importantíssimo, mas tanto o clima frio quanto o quente não fazem bem quando você está sem alimento. Quando o assunto é sobreviver sem comida, calor significa desidratação mais rápida e frio significa mais energia a fim de manter a temperatura corporal em confortáveis 37 ºC. Se você tiver a sorte de estar em temperaturas amenas, será capaz de viver um pouco mais sem alimento.

Alguns sintomas que você pode observar quando ficar mais de dois dias sem comida são:

  • fraqueza
  • confusão
  • diarréia crônica
  • irritabilidade
  • dificuldade para tomada de decisões
  • diminuição do desejo sexual
  • deficiência imunológica

A fome em estágio avançado faz com que os órgãos parem de funcionar um a um. Pessoas que sofrem de fome grave podem experimentar:

  • alucinações
  • convulsões
  • espasmos musculares
  • batimento cardíaco irregular

Pacientes com suporte à vida

­Em muitos casos, quando um paciente tem removida a alimentação por meio de tubos de suporte à vida, espera-se que ele ainda viva por mais 10 ou 14 dias. Se o paciente estiver desidratado ou superidratado quando essa remoção ocorrer, o número pode variar em alguns dias.

O famoso caso de Terry Schiavo mostrou essa situação em 2005. A americana que era mantida em estado de coma há 15 anos, teve os tubos de alimentação removidos e reconectados várias vezes como resultado de uma batalha judicial para mantê-la viva. Por fim, um juiz decretou que seu marido poderia permitir que os tubos fossem removidos para sempre. Ela faleceu após quase duas semanas sem o sistema de suporte à vida [fonte: CNN (em inglês)].

  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: